Nem sempre que tomamos um vinho damos importância aos aromas. Às vezes, colocamos o nariz na taça simplesmente por vermos que outras pessoas o fazem. Em algumas ocasiões percebemos aromas, porém não os identificamos, muito menos compreendemos a sua origem.

Os aromas são partes importantes do prazer que nos oferece um vinho, mas também nos dão várias informações sobre o produto. Por exemplo, numa degustação às cegas, podemos deduzir quais tipos de uvas foram utilizadas para a elaboração, qual a sua região de origem, o tipo de elaboração, se teve amadurecimento em barrica, sua idade, seu estado, entre outros. 

Quer saber mais sobre a apreciação dos aromas nos vinhos? Clique aqui para ler a coluna Sommelier.


Comentários

Deixe seu comentário


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha