O carro mais caro do mundo na atualidade, o Bugatti Veyron perderá seu posto em 2011 para o DiMora Natalia SLS 2. O maior argumento para o Natalia custar tanto é o motor V16 que foi planejado para equipá-lo. Capaz de gerar mais de 1.200 cv, ele promete coisas difíceis de acreditar, como um revolucionário sistema de injeção de combustível que eliminaria a necessidade de catalisadores para atender às normas ambientais mais severas.

O bloco do motor também seria surpreendentemente leve. Construído com tecnologia e materiais aeronáuticos, o Natalia pesaria pelo menos 680 kg a menos do que modelos de tamanho e proposta equivalente. Só isso já o ajudaria a ser econômico e mais rápido que os concorrentes.

Além disso, algumas características são bem extravagantes. Como a pintura do carro, por exemplo, que poderia mudar de cor dependendo do que o motorista escolher. Pode ficar branco no calor, vermelho na estrada, preto no inverno e por aí afora. Difícil será incluir a cor do veículo no documento do sedã...

Outro equipamento estranho é a buzina que pode ter tons diferentes personalizáveis por MP3, mas há também os porta-copos com temperatura controlável, para deixar a bebida quente ou fria por mais tempo. A DiMora até promete uma bolsa personalizada para quem comprar o carro. Ela custará US$ 12 mil. Cá entre nós, para quem paga US$ 2 milhões, cerca de R$ 5 milhões, US$ 12 mil é troco.

Como até 2011 ainda há um bocado de tempo, fica a expectativa para ver se os planos de DiMora seguirão no passo esperado. Se seguirem, e o carro realmente chegar a ser produzido, restará aguardar para ver quantos milionários terão disposição de assinar o cheque e levar o Natalia para casa.

Fonte: Webmotors


Comentários

Deixe seu comentário


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha