Carência, carência, carência. Essa maldita palavra anda corrompendo muito relacionamento por aí. Por quê? Pelo simples fato de que muita gente procura suprir suas próprias carências em outras pessoas, querendo exigir dos outros o que não é inato em si.


Você concorda com o primeiro parágrafo do novo texto da coluna Cartas na Mesa? Clique aqui  para ler a versão completa e veja se você concorda com o autor Gustavo Sana. Lembre-se sempre de deixar nos comentários suas impressões, críticas e sugestões!

Comentários

Deixe seu comentário


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha