créditos: Bella da Semana

Ao sentir sede, como e bebo teu líquido doce - me sinto mais forte e deliciosa

Derreta-se nessa história... Depois de um banho daqueles, em que cada centímetro do corpo foi ensaboado com muito carinho, deitei na cama e fiquei pensando o quanto seria interessante se aquele mocinho, que freqüenta os arredores da minha janela, tomasse iniciativa. Só em imaginação, meus dedos já percorriam todo o desenho de seus lábios e brincavam com cada músculo de suas costas. Não consigo nem imaginar o quanto seria delicioso deixa-lo brincar também com a pontinha dos seus dedos ao redor dos meus seios, que estavam com os biquinhos duros por causa do frio que vinha da janela. Meu quarto estava escuro e o único brilho que havia vinha da janela. Era a lua instigando meus hormônios e me convidando a aprecia-la. E ao me aproximar da janela, olhando o movimento do barzinho que ficava abaixo, eis que estava ele desviando olhares discretos para minha janela em meio a gargalhadas que ele dividia com os amigos. Certamente que era uma ótima chance de convida-lo para uma noite muito interessante. Ao sentir minha presença, percebi que ele procurou ser discreto para não dividir o que via com ninguém. Minha boca molhada pedia a minha língua um doce. Peguei um pirulito, sentei-me na janela e sem pensar comecei a me insinuar para ele. Sentei-me de lado, ergui a camisola e acariciava minhas coxas até mostrar para ele uma pontinha da minha calcinha colocada especialmente para aquela ocasião. Enquanto ele me olhava, nem percebia que o copo em que levava a boca estava completamente vazio. Quando ele deu uma leve suavizada no colarinho, percebi que estava dando certo. Então, resolvi ser mais ousada. Retirei toda a camisola, sentei-me de costas para ele e, só de calcinha, acariciava meus seios e as curvas da minha cintura enquanto olhava para trás e mordiscava meu pirulito cor de rosa. Não demorou muito para ele me fazer um sinalzinho e dizer que estava subindo. Eu já estava excitada o suficiente para me entregar para ele por inteiro, mas sabendo que tudo que é difícil é mais gostoso, respondi com movimentos que não. Fechei a janela, encostei meus seios no vidro como um convite de "volte amanhã" e logo em seguida fechei a cortina. Fui me deitar esperando ansiosa que o interfone tocasse para que minha noite fosse "maravilhosamente" longa.

Stephany


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha