banner

créditos: Getty Images

Hotel, doce hotel

Uma das preocupações mais importantes de todo viajante é o local para descansar, tomar um banho e dormir. Dizem que, como a própria cama, não há nenhuma. Pesquisar por hospedagem nem sempre é tarefa fácil, e muitas vezes nos deparamos com problemas que nem se passavam por nossa cabeça ao optar por um hotel, um albergue, uma pousada ou um camping.

Pois bem, veja a seguir uma lista de hotéis com características bem diferentes.



1. Uma noite atrás das grades
Hotel Alcatraz, em Kaiserslautern (Alemanha) e Londres | www.alcatraz-hotel.com

Um vaso sanitário ao lado de uma cama estreita, barras de ferro e um pijama listrado são algumas das coisas que os hóspedes encontrarão nos quartos do Hotel Alcatraz, no Oeste da Alemanha .

Alcatraz foi uma das prisões mais famosas do país. O hotel que atualmente ocupa o mesmo espaço tem 56 quartos com grades nas janelas cercados por arame farpado. A partir de 70 dólares por noite, é possível sentir-se como um verdadeiro prisioneiro.  Além disso, oferece um serviço de transporte curioso: um furgão blindado. Lá, os hóspedes são recebidos como delinquentes e ficam condenados a desfrutar de um drink.

Em Londres há outro hotel Alcatraz, este com características ainda mais marcantes. Nele, os hóspedes são prisioneiros, e às 23h45 as luzes se apagam. Os quartos, de 1,5 m x 3 m, têm uma cama, um vaso sanitário, uma pia e duas prateleiras. Ao invés de funcionários, há atores que fingem ser guardas (e é preciso chamá-los de Senhor), e os hóspedes têm que vestir o uniforme para ser fotografados de frente e de perfil na chegada. O jantar é servido em bandejas de metal. Esse, na verdade, é um hotel para não dormir!



2. Com a cabeça na França
Arbez Hotel, La Cure (fronteira franco-suíça) | www.arbezie-hotel.com

Graças a sua localização, o hotel Arbez permite que seus hóspedes durmam com a cabeça na França e os pés na Suíça – literalmente! Este é provavelmente o único hotel europeu que fica entre fronteiras. Durante a Segunda Guerra Mundial os soldados americanos e britânicos o utilizaram como ponte para chegar à Suíça. Charles de Gaulle foi o primeiro cidadão de honra deste principado. É um lugar perfeito para desfrutar dos encantos da região de Alto Jura.




3. Remando até a cama
Utter Inn, lago Mälaren, Vasteras (Suécia) | www.PrivateIslandsOnline.com

Se a costa em si já é um lugar impressionante, esta casinha vermelha em meio ao lago Mälaren, perto de Estocolmo, esconde um segredo: um quarto sob as águas, a três metros de profundidade e distante um quilômetro da costa. Para chegar aos aposentos, o hotel disponibiliza um barco a remo.

O Utter Inn é um projeto do sueco Mikael Genberg e foi construído no ano 2000. Por uma taxa adicional, o proprietário inclui o jantar no pacote de hospedagem, embora a maioria dos viajantes prefere preparar a própria comida. A vista do lago é espetacular e a experiência é única, especialmente durante o verão.




4. Dormir com nostalgia
Ostel, Berlim (Alemanha) | www.ostel-hostal.es

Neste lugar você tem a oportunidade de descansar no melhor estilo antigo da Alemanha Oriental. Aqui, tudo o que relembra os velhos tempos volta à ativa. É como se o tempo nunca tivesse passado. O hotel tem 30 quartos amplos e confortáveis, decorados com papéis de parede estampados, cômodas no estilo retrô e outros móveis clássicos. Pertinho da Alexanderplatz, no cetro de Berlim, o hotel também oferece o serviço de city tour à cidade num carro todo especial – de época, claro.




5. Um hotel muito culto
Library Hotel, Nova Iorque (Estados Unidos) | www.libraryhotel.com

Em Midtown Manhattan, no centro da ilha, existe um hotel dedicado aos amantes dos livros. Cada um dos seus 10 andares é uma homenagem ao Sistema de Classificação Decimal de Dewey (método utilizado em bibliotecas de todo o mundo para classificar os livros).

Cada um dos 60 quartos está decorado com uma coleção de livros e arte em torno de um tema diferente.  O oitavo andar, por exemplo, é o andar da literatura e tem quartos dedicados ao prazer da poesia e dos livros eróticos. Já o décimo, muito calmo, é dedicado às obras sobre computação. Os hóspedes podem relaxar depois de ver a cidade de ler qualquer um dos mais de 6 mil títulos que enfeitam o local.



6. A típica casa na árvore
Kadir´s Tree House (Turquia)

Entre os pinheiros e louros que coroam o Vale Olympus, no sul da Turquia, fica uma versão adulta de uma fantasia clássica infantil: uma casa na árvore. A Kadir é composta por grandes cabines sobre troncos e galhos, ce pode acomodar até 300 pessoas. Algumas têm um toque rústico, outras têm um estilo incrivelmente realista – sem falar na vista, que é incrível! O único inconveniente  de se hospedar nas alturas é, no caso deste hotel, a falta de privacidade.  Aqui, só vêm os turistas que reservaram um quarto previamente, e a estadia mínima é de três noites. O custo para ficar em um dos seus 85 quartos é de aproximadamente US$ 100 por diária.



7. Hotel de sobrevivência
Survival Pod Hotel, La Haya (Holanda) | www.capsulehotel.info

Os hotéis cápsula não são exclusivos do Japão: podem também ser encontrados na Europa, e são ambientes bem curiosos. O Survival Pod Hotel é formado por diversas cápsulas de cor laranja ancoradas no caminho de Scheveningen, perto de La Haya. Custam entre 100 e 200 dólares, e algumas incluem apenas um saco de dormir. Trata-se de uma proposta original desenvolvida como projeto artístico em 2004. Seu proprietário, Denis Oudendijk, já desenvolveu diversos modelos e atualmente trabalha em outros lugares, como em Amsterdam e na França.

Os ´quartos´, brilhantes e alaranjados, são antigas cápsulas que fizeram parte de uma plataforma de petróleo nos anos 70. Cada uma delas tem apenas 4,25 metros de diâmetro. As cápsulas, obviamente, não são muito luxuosas. Mas a experiência é válida! O kit básico de sobrevivência inclui um saco de dormir e rações de emergência, e você pode se sentir quase como James Bond  na cena final de The Spy Who Loved Me. O pacote de luxo inclui um DVD com todos os filmes de 007. Bom, hein?!



8. A ponto de decolar
Jumbo Hotel (Estocolmo) | www.jumbostay.com

Em quase todas as listas de hotéis inusitados aparece o Jumbo Hotel, um Boeing 747-200 de dois andares localizado no Aeroporto Internacional de Estocolmo e se transformou em um magnífico hotel desde 2009. Conta com 25 quartos de diferentes categorias e algumas suítes, uma delas na cabine do piloto, com banheiro privativo e vista para as pistas de pouso e decolagem do aeroporto de Arlanda. Há ainda uma cafeteria no segundo piso. A maioria dos quartos têm chuveiros compartilhados, somente as suítes no andar superior proporcionam um pouco mais de privacidade. Todas, porém, têm ar-condicionado, wi-fi e televisão. Cada quarto tem espaço para até três camas.



Estas e outras ideias para os que pretendem se hospedar em lugares originais estão no guia ´1000 lugares únicos´, da Lonely Planet.






Rafael Paniagua


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha