créditos: Bella da Semana

A máquina do tempo

O relógio tem sua origem nos mosteiros beneditinos dos séculos XII e XIII. A intenção era proporcionar uma regularidade mais ou menos precisa nas rotinas dos mosteiros, que entre outras coisas, exigiam sete períodos de devoção durante o dia. Os sinos do mosteiro deviam ser tocados para anunciar as horas canônicas e o relógio mecânico era a tecnologia que poderia proporcionar precisão para os rituais de devoção, e assim foi. O que os homens não previram foi que o relógio não acompanharia apenas as horas, mas também sincronizaria e controlaria as ações dos homens. Em meados do século XIV, o relógio passou das paredes do mosteiro para levar aos trabalhadores e mercadores uma nova e precisa regularidade à vida.

Os relógios são peças importantes e foram as primeiras máquinas complexas criadas pelos homens. Pêndulos e engrenagens foram utilizados no inicio e atualmente existem diferentes sistemas de relógios, como quartzo e relógios atômicos.
 

Os relógios suíços

Os relógios mecânicos suíços são conhecidos no mundo todo como símbolo de precisão e acabamento. Os suíços passaram a dominar o mercado relojoeiro mundial a partir do século XVIII, quando foram introduzidas técnicas de produção em massa. Osingleses, até então, líderes na fabricação de relógios, não podiam competir com os suíços, já que sua manufatura era baseada em pequenas oficinas, com produção artesanal e de alto custo.

Durante muito tempo, a Suíça foi o maior fabricante de relógios do mundo em volume de vendas. Este paradigma mudou por volta de 1970 quando um relógio dissociado dos padrões seculares de produção causou uma verdadeira revolução na indústria joalheira, deixando assim os suíços perderem a hegemonia do mercado. A superioridade suíça, porém, incentivou outro país a investir no lucrativo mercado dos relógios.

O suíço G. F. Roskopf, em 1867, projetou e produziu um relógio equipado com um modelo simples de escapamento. Na âncora, eram utilizados pinos metálicos como alavancas, ao invés dos tradicionais rubis. Os relógios "Roskopf" eram muito baratos, pois possuíam apenas um conjunto de três engrenagens e caixa em aço de baixa qualidade.

Diversas empresas americanas, motivadas pela técnica de Roskopf, começaram a fabricar milhões de relógios a um preço bastante acessível. Em 1896, um relógio da marca Ingersoll, equipado com escapamento "Roskopf", custava apenas um dólar e tornaram-se conhecidos como "relógios de um dólar" ou "relógios do proletariado". A precisão de tais relógios não se comparava àqueles equipados com rubis. Mas, a partir de então, o relógio tornou-se um produto disponível a todas as camadas da população.

 


O quartzo


 Pierre Curie, em 1880, trabalhava com seu irmão Jacques, quando descobriu que os cristais de quartzo vibravam a altas freqüências quando submetidos a uma corrente elétrica. Essa freqüência, por sua vez, não parecia sofrer alterações em virtude de influências externas, como a temperatura e a pressão.

Em 1927 Warren Marrison, fundamentando-se nos conceitos já estabelecidos por Pierre Curie, criou um relógio baseado nas regulares vibrações do quartzo num circuito elétrico. O relógio, porém, era equipado com válvulas e ocupava o volume de um pequeno cômodo. Com a tecnologia disponível na época, era impossível a miniaturização dos componentes. Esse problema seria resolvido em breve. Jack St. Clair Kilby, da Texas Instruments, e Robert Noyce, da Fairchild Industries, desenvolveram o circuito integrado.

As bases para a criação do relógio de pulso a quartzo foram lançadas por uma equipe da Hamilton, por sua vez, criou uma bateria em miniatura para equipar os seus modelos "Ventura".

Os relógios de quartzo foram a grande novidade em matéria de tecnologia nos anos 70. Os primeiros tinham um visor em LED e custava uma média de U$500 nos Estados Unidos. Com a evolução da tecnologia, os relógios começaram a usar o visor de LCD e o mecânico tradicional, com ponteiros das horas e dos minutos, tendo uma queda nos preços.

Um modelo mecânico como o Destriero Scafusia, com mais de setecentas peças, vinte e uma funções, dentre as quais um calendário perpétuo, fases da Lua e um mecanismo para atenuar os efeitos gravitacionais sobre o movimento. A construção deste modelo leva cerca de um ano e é altamente complexa. Tudo isto para obter um relógio menos preciso e muito mais caro que um modelo a quartzo com as mesmas funções. Seu mecanismo representa o máximo em perfeição, tornando-se um desafio para seus construtores e orgulho para seus donos. Preço do modelo: aproximadamente U$ 250.000,00.
 

O Rolex

Em 1905, depois de estágios em relojoarias da Suíça, o alemão Hans Wilsdorf fundou com seu cunhado, o inglês Alfred Davis, a empresa Wilsdorf & Davis. Sediada em Londres, a empresa importava, montava e distribuía relógios com mecanismos suíços. O grande sucesso teve início com decisão tomada por Wilsdorf, no ano seguinte, em especializar-se somente em relógios de pulso, um mercado emergente naquela época. A produção incluía uma variedade de desenhos de caixas: casuais, formais e esportivos. Estes modelos eram vendidos para joalheiros, que posteriormente colocavam suas próprias marcas nos relógios. Por ser de fácil pronúncia em todos os países da Europa e curto o suficiente para se adequar a um mostrador de relógio, somente em 1908 o nome ROLEX foi adotado. A escolha do nome foi arbitrária, sem nenhum significado em especial, sendo a primeira marca a utilizar o sufixo "ex". Em 1910, Wilsdorf mandou um de seus relógios para ser testado na Escola de Horologia da Suíça. A ele foi concedida a primeira classificação de cronômetro para um relógio de pulso do mundo. Outra validação ocorreu em 1914, quando o Observatório Kew de Londres certificou um relógio de pulso ROLEX como sendo tão preciso quanto um cronômetro marítimo. Foi a primeira vez que um relógio de pulso recebeu o status de "cronômetro" - uma classificação que, mesmo nos dias de hoje, é obtida por relativamente poucos relógios. Ele reconhecia como as principais necessidades de um relógio: primeiramente manter a hora precisa. E segundo ser confiável. Com o prêmio de "Cronômetro", a exatidão da medida do tempo foi considerada sob controle, e Wilsdorf começou a trabalhar na melhoria da confiabilidade de seus relógios. Um dos principais problemas daquele tempo era a poeira, o calor e a umidade que entravam progressivamente, através do fundo da caixa e da coroa, danificando os intrincados movimentos mecânicos. Para resolvê-lo, desenvolveu uma revolucionária coroa com dupla trava que era rosqueada na caixa como a escotilha de um submarino para criar um selo hermético. Era o surgimento, em 1926, do modelo OYSTER, primeiro relógio a prova d%u2019água do mundo. O nome foi dado quando Wilsdorf relembrou sua dificuldade em abrir uma ostra em um jantar.


Atualmente todos os bens são projetados para não durar e os relógios mecânicos suíços e alemães ainda demonstram técnicas de uma época em que o cuidado na manufatura de um objeto atingia limites extremos.

Patek Phillipe, Vacheron & Constantin, Breguet, IWC, Ulysse Nardin, Zenith, Omega, Breitling e Longines são alguns dos fabricantes mais emblemáticos de relógios no mundo.

Com a substituição do trabalho intensivo do artesanato pela tecnologia digital de baixo custo, os japoneses deixaram a indústria suíça em estado crítico. Enquanto a maioria das relojoarias de Genebra entrava na moda do quartzo, a ROLEX seguiu determinada às suas armas mecânicas. Quando a poeira assentou, mais da metade dos produtores de relógios de Genebra havia falido. Um terço dos sobreviventes, incluindo nomes de prestígio como Omega, Longines, Tissot e Rado, foram incorporados por consórcios de investidores privados para evitar a falência, o que não afligiria a ROLEX.

Mesmo com a dominação dos relógios a quartzo, algumas fábricas ainda se disponham a projetar mecanismos mecânicos extremamente complexos, com uma única função precípua: "marcar o tempo".


Fontes:
http://www.sinfic.pt
http://www.mundodasmarcas.blogspot.com
http://hsw.uol.com.br/
http://pro.corbis.com


Mariana Goulart


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha