créditos: Bella da Semana

A bolsa de valores II

Uma economia bem desenvolvida deixa o mercado de capital mais aquecido e ativo, criando maiores oportunidades de investimento. Com o objetivo de captar recursos em projetos de expansão, as empresas abrem uma oferta pública de ações e começam a ser listadas na bolsa de valores, o que é chamado de Initial Public Offering (IPO). Mas para isso, a empresa precisa estar enquadrada no chamado Novo Mercado, ou seja, ter ótimas governanças corporativas com uma boa e transparente administração.

O dicionário das ações

A valorização de uma empresa se dá com o domínio dos bons fundamentos e um histórico de crescimento contínuo, onde haverá grande demanda por suas ações, fazendo com que estas sejam negociadas em maiores quantidades e preços crescentes. O investidor tem o desafio de identificar estas empresas, onde a expectativa é o lucro com a distribuição futura de dividendos. O dividendo é a parcela do lucro apurado pela empresa, que é distribuída aos acionistas por encerramento do exercício social (balanço). Pela lei das sociedades anônimas (S.A), deverá ser distribuído um dividendo de no mínimo 25% do lucro líquido apurado e sempre em dinheiro (moeda corrente). Isso quer dizer que além de você ser sócio e ganhar com a valorização, você coloca lucro no bolso, livre de impostos, sobre cada ação que você possui.

Além dos dividendos, existem outros direitos e bonificações dos acionistas:

- Bonificação: distribuição gratuita de novas ações decorrentes do aumento de capital por incorporação de reservas aos acionistas;
- Desdobramento: conhecidos como split, ocorre quando a empresa aumenta a quantidade de ações em circulação, sem alterar o capital social da empresa, reduzindo o valor unitário e gerando liquidez no mercado.
- Grupamento (inplit): este processo é inverso ao split, onde há redução de quantidade de ações em circulação, sem alterar o capital social da empresa e elevando o valor unitário da ação.
- Juro sobre capital próprio: esta é uma remuneração sobre o capital investido na empresa paga ao acionista, substituindo total ou parcialmente o dividendo.
- Subscrição: é o direito que o acionista tem de adquirir novas ações por aumento de capital com preço e prazo predeterminados.

Os índices de mercado
Os índices de ações são indicadores do comportamento do mercado acionário como um todo, ou de um segmento específico de mercado. Os índices mostram a valorização de um determinado grupo de papéis ao longo do tempo, os preços das ações podem variar por fatores relacionados à empresa ou por fatores externos, como o crescimento do país, do nível de emprego e da taxa de juros.

Ibovespa %u2013 Brasil. A Ibovespa (Índice de Valores da Bolsa de São Paulo) é o mais conhecido indicador de desempenho no mercado brasileiro e retrata o comportamento das principais ações negociadas pela Bovespa. Serve como indicador médio do comportamento do mercado.

Dow Jones %u2013 EUA. Um dos índices mais antigos e também mais utilizados pelo mercado mundial. É composto por 30 das ações mais importantes e mais representativas de cada setor da economia americana, como Coca-Cola, Walt Disney, McDonald´s e IBM.

Nasdaq %u2013 EUA. O índice da Nasdaq é calculado pelo valor de mercado das empresas, multiplicando o preço de fechamento pelo número total de ações da empresa, afetando o índice apenas na proporção de seu valor de mercado. O índice Nasdaq é composto atualmente por mais de 4.000 companhias, sendo extremamente abrangente.


Investindo na bolsa

Para participar do mercado, existem duas formas de investimentos:

- Individualmente: O investidor procura uma Corretora e contrata seus serviços. Em seguida, com a assessoria dos profissionais da Corretora, o investidor escolhe as ações que deseja adquirir e transmite a ordem de compra diretamente para a corretora.

 - Coletivamente:

%uF0E0 Clubes de investimento: Um grupo de pessoas físicas se reúne e procura uma Corretora para constituir um Clube de Investimentos. Nesse caso, existe um representante do clube, que fica em contato com a corretora para transmitir as decisões acordadas entre os participantes.
%uF0E0Fundos de Investimento: O investidor compra cotas de um fundo de ações, administrado por uma Corretora de Valores, um Banco ou um Gestor de Recursos independente, autorizado pela CVM.
Não existem muitas diferenças práticas nos investimentos num fundo ou em um clube. Em ambos os casos, seus recursos serão agrupados com os de outros investidores e  um gestor que escolherá a carteira de ações.
A negociação
Uma ordem de compra ou venda em bolsa é o ato em que o cliente determina a uma sociedade corretora que compre ou venda ativos ou direitos em seu nome, nas condições que especificar. Existem pequenas diferenças de procedimento, conforme a bolsa onde a ordem é executada. Temos como exemplo a Ordem a Mercado (que especifica somente a quantidade e as características a serem comprados), a Ordem Limitada (aquela que deve ser executada somente a preço igual ou melhor do que o especificado pelo cliente) e a Ordem Casada (cuja execução está vinculada à execução de outra ordem do cliente, podendo ser com ou sem limite de preço).
A formação de preços das ações é feita pelos investidores do mercado que, ordenando a compra ou venda às corretoras, estabelecem o fluxo de oferta e procura de cada papel, estabelecendo assim o preço justo. Esta movimentação pode ser facilmente influenciada por notícias sobre o mercado, pela divulgação do balanço das empresas, fusão de companhias ou mudanças tecnológicas. As ações podem ser negociadas em lote integral ou fracionário. O mercado integral, conforme o papel, tem lote-padrão de 100 ações. Já o mercado fracionário consiste em quantidades menores que os lotes-padrão, sem haver quantidade mínima de ações.
Finalmente, o livro de ofertas, chamado book, é onde as ofertas de compra e venda são registradas no pregão de uma bolsa de valores com especificações de quantidade e preço que obedecem à ordem cronológica de envio.
Tipos de mercado
Mercado à vista: consiste na compra ou venda de uma determinada quantidade de ações. Quando há a realização do negócio, o comprador realiza o pagamento e o vendedor entrega as ações objeto da transação no terceiro dia útil após a realização do negócio

Mercado a termo: consiste em contratos para compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixo, para liquidação em prazo determinado. O prazo do contrato a Termo é livremente escolhido pelos investidores, obedecendo ao prazo mínimo de 16 dias e máximo de 999 dias corridos.

Mercado futuro: consiste em contratos de compra ou venda de ações a um preço acordado entre as partes para liquidação em uma data futura específica, previamente autorizada. Normalmente, o esperado é que o preço do contrato futuro de uma determinada ação seja equivalente ao preço à vista, acrescido de uma fração correspondente à expectativa de taxas de juros entre o momento da negociação do contrato futuro de ações e a respectiva data de liquidação do contrato.

Mercado de opções: consiste nos contratos que garantem o direito de compra ou venda de uma determinada ação dentro de um prazo estipulado, a um valor prefixado. O mercado de opções é fragmentado em vencimento, exercício de opções, preços de exercício e prêmio, e ainda comprador e lançador.

Estes são apenas alguns dos principais termos usados no mercado financeiro. Escutamos nos noticiários expressões como %u201CA bolsa fechou em alta%u201D, ou %u201CA bolsa está em baixa%u201D. Diz-se que a bolsa fechou %u201Cem alta%u201D quando o índice de fechamento de determinado pregão é superior ao índice de fechamento do pregão anterior.
Na Bovespa, o índice que atualmente é utilizado para verificar se a bolsa fechou em alta ou em baixa é o Ibovespa, por ser ele o índice mais tradicional e o mais divulgado pela mídia.
Não é fácil ser um investidor. Além de capital, você vai precisar de conhecimento, informação e uma boa dose de paciência. Ou você achou que tirando uns trocados do bolso ganharia o título de %u201CInvestidor da Bolsa de valores%u201D?
%u201CConhecimento é a chave do sucesso. O melhor passo para começar, é investir em educação.%u201D Comenta Marsio Schneider, Gerente da XP Educação.

Fontes:
XP Educação %u2013 Florianópolis - www.xpe.com.br (48 3212.3742)
www.bovespa.com.br

Mariana Goulart


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha