Promotional Banner Promotional Banner

BellaClub Article Cover
créditos: Pixabay

Como terminar um relacionamento

Encontrar a pessoa certa para compartilhar a vida é sonho de todos, ousaria dizer. Mas, por outro lado, permanecer num relacionamento que não faz mais sentido é viver o inferno na Terra.

Pior é quando vamos sobrevivendo numa relação indesejada por não ter coragem para tomar as atitudes necessárias e encerrar o caso de vez. Começamos a pensar em todas as consequências: a família da parceira, os sonhos compartilhados, a rotina que já está enraizada, a solidão, o cachorro que compramos junto com a companheira… Ah, dá menos trabalho deixar como está.

Só que fazer essa opção é declarar-se prisioneiro de uma realidade que vai consumindo a felicidade progressivamente – e, então, passamos a lembrar da vida de solteiro como uma situação inalcançável.

Mas, por favor, senhores, precisa ser assim? Claro que não! Só é preciso tomar a iniciativa para fazer o que precisa ser feito. Porque se o desejo de terminar é somente seu, ela não vai agir nesse sentido.

Só que também não podemos fazer isso de qualquer jeito, ou correremos grande riscos de agir como um canalha desalmado. O ideal é agir como um homem digno, assumindo nossos sentimentos e vontades, e expondo-os com coragem.

Então separamos algumas dicas para te encorajar a colocar um fim no seu relacionamento caso você esteja decidido de que isso será o melhor para você.

1# Seja absolutamente claro
Algumas pessoas dizem que o melhor a se fazer num término de relacionamento é ir se afastando aos poucos e tomar algumas atitudes que acostumem a pessoa com a sua ausência. Mas não concordamos com isso! A parceira não vai deixar de gostar de você se receber menos atenção. Talvez o resultado seja mesmo o oposto: ela vai te querer mais ainda.

O melhor é ser absolutamente claro sobre suas intenções. Sente, converse com ela, explicando o que sente e seus motivos, e não deixe dúvidas de que o que você quer é terminar. E não se esqueça de usar essa palavra: terminar. Nada de tentar amenizar o impacto com termos mais sutis. Isso pode causar um mal-entendido que só vai trazer dor de cabeça. Seja digno, seja claro.

2# Seja tão honesto quanto for necessário
Na hora de conversar com a companheira você precisa ser claro, como dissemos. Pense: se ela não gostasse mais de você, o que você preferiria, que vivesse te enganando ou que falasse a real? Por mais que doa, queremos saber a real. Então aja assim com ela também.

Só que é preciso ter sensibilidade nesse momento para ser honesto somente o quanto for necessário. A nossa sinceridade tem que servir para não deixar equívocos quanto nossas intenções, mas não para expor coisas que vão machucar a parceira sem trazer utilidade alguma. Nem tudo precisa ser dito – só o que for preciso.

3# Não assuma responsabilidade pelos sentimentos dela
Ela te ama, né? Só de imaginar ficar sem sua companhia seus olhos já marejam e parece que ela perde a vontade de viver. Mas não pense, por isso, que a responsabilidade da felicidade da parceira está em suas mãos. E se estiver, acredite, a melhor coisa a fazer é cortar essa ilusão.

É claro que você não irá ignorar os sentimentos dela e atropelá-los de qualquer maneira. Mas você não pode se prender numa situação mentirosa por conta de ela gostar demais de ti. Quanto tempo vai durar essa mentira?

Se você não quer mais ficar na relação, o melhor que pode fazer a si e a ela é terminar sem enrolação. Ninguém quer ser alvo de dó. Ela vivia bem antes de você – muito possível que continue vivendo depois.

4# Nada de clichês
Cuidado, senhores: os clichês são tentadores. Essas frases feitas tipo “não é você, sou eu”, “é só um tempo” e outras, nos dão a impressão de colocar panos quentes na situação. Ficamos tão nervosos diante desse cenário que procuramos qualquer coisa que possa tornar o momento menos tenso – e essas frases parecem perfeitas.

Mas não caiam nessa! Essas são as piores escolhas que podemos fazer. Segure a bronca da angústia de preferência quieto, caso não tenha nada para dizer. O não dito é muito melhor do que o mal dito.

5# Momento e lugar ideal?
Existe um momento e um lugar certo para terminar um namoro? Não acreditamos nisso! Mas o bom senso precisa ser utilizado. Não se deve escolher um lugar em público ou no meio de pessoas conhecidas. E o término também não deve acontecer quando não há muito tempo para se conversar ou quando a parceira precisa estar em boas condições emocionais alguns minutos depois (tipo num intervalo do trabalho).

Escolha um momento tranquilo, que não haja compromissos por perto e que esteja apenas vocês dois e pronto. Sem segredos.

Quanto ao “momento de vida”, aí a questão é um pouco diferente. Às vezes sua parceira está, por exemplo, passando por um instante difícil, com algum familiar profundamente doente e você acha que não é a hora certa para um fim de namoro. Tudo bem – não há regras dizendo se é certo ou não fazer isso. Nesses casos, o que vai indicar o melhor caminho é sua sensibilidade.

6# Termine o lance pessoalmente
Gostaria de não ter que mencionar esse ponto, mas, na dúvida, fica só para fins de registro: não termine pele telefone ou, pior ainda, pelo WhatsApp jamais.

 


El Hombre



Comentários

Deixe seu comentário




Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Edições Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha


Inscrever-se para notificações
Receba nossas atualizações,
novidades e promoções exclusivas!


  

Verifique a barra de endereço do seu navegador para confirmar a permissão.
Utilizamos cookies para tornar suas interações com nosso website mais relevantes. Eles nos ajudam a entender melhor como nosso website é utilizado, para podermos adaptar o conteúdo para você. Para alterar suas preferências e configurações de cookies, consulte o Gerenciador de consentimento de cookies.

Política de cookies

Esta política de cookies visa informar-lhe acerca do uso de cookies em nosso site atendendo à Lei Geral de Proteção de Dados Pessoais (LGPD) - Lei n° 13.709/2018.

O que são Cookies?

Cookies são pequenos arquivos de texto que os sites colocam no seu dispositivo (como computador, smartphone ou tablet) quando você os visita. Eles têm a função de armazenar informações sobre suas atividades e preferências enquanto você navega na internet.

Gestor de consentimento de cookies

Usamos três tipos de cookies em nosso website: obrigatórios, funcionais e de publicidade. Você pode optar por não receber cookies funcionais e de propaganda. Veja abaixo para saber mais sobre cada uma e para alterar a configuração padrão.



Gerir preferências de cookies

Cookies obrigatórios

Sempre Ativo

Os cookies obrigatórios são necessários para a funcionalidade básica do website. Alguns exemplos são: cookies de sessão necessários para transmitir o website, cookies de autenticação e cookies de segurança.

Cookies de funcionalidade

Os cookies funcionais melhoram as funções, o desempenho e os serviços do website. Alguns exemplos são: cookies usados para análise do tráfego do site, cookies usados para pesquisa de mercado e cookies usados para apresentação de propaganda que não é dirigida a uma pessoa em particular.

Cookies de publicidade

Os cookies de propaganda rastream atividades em todos os websites a fim de entender os interesses de um visitante e direcionar marketing específico para ele. Alguns exemplos são: cookies usados para remarketing ou propaganda baseada em interesses.