banner

créditos: Getty Images

Quem paga a conta?

Talvez esse seja o maior tabu de todos os relacionamentos. Pode se passar anos, mudar a namorada, a fase da vida, mas o assunto está sempre em questão. Muitas vezes as mulheres nem cogitam sobre isso, mas no meio masculino aquele que tira o cartão para pagar a conta do restaurante está sempre em pauta.

Sabemos que não precisa faltar dinheiro em um relacionamento para este assunto ser abordado, mas na maioria das vezes o que falta é atitude de um dos lados. Os homens, normalmente por galanteio, se oferecem para pagar a conta - principalmente nos primeiros encontros. Se o fato se repete constantemente, porém, pode virar um problema. Nesses casos, a falta de ´desconfiômetro´ da mulher pode acabar chateando o parceiro – até porque, muitas vezes, ele na verdade faz questão de pagar a conta, mas quer que a companheira demonstre ao menos um pouquinho de preocupação e menção de, ao menos, dividir a despesa.

Nesses casos, a sinceridade é muito importante para que a situação não se agrave. Homens não gostam de dizer que estão passando por problemas financeiros (se é que este é o caso) e nós, mulheres, nem sempre adivinhamos tudo! Somos tão compreensivas com esses assuntos, meninos... Deixem o orgulho um pouco de lado, falem com a gente sobre esses probleminhas chatos e acreditem: eles seriam muito mais  fáceis de contornar através de uma simples conversa. Mulheres também gostam de mimar seus amados. Então, qual o problema de dividir uma conta ou até pagar tudo vez ou outra? Buscamos incessantemente por nossa  independência e, agora que a conquistamos, nada mais justo que desfrutar dela. Certo?

No início, tudo pode ser contornado em um relacionamento, nem se cogita o valor da conta do restaurante como um problema real. Depois que as coisas ficam mais sérias, a história é outra!  Morar junto é uma decisão que deve ser bem pensada, quando uma relação já enfrenta esse dilema. As contas se acumulam e, se o homem não admite pagar tudo sozinho ou não está podendo arcar com todas as despesas, as brigas e desentendimentos são inevitáveis (tem mulher que abusa e é folgada mesmo, não se oferece nem pra pagar um cafezinho! Cuidado com essas!).

A mulher, por sua vez, pode cuidar dos assuntos de casa e também trazer sua renda para as despesas do casal, ou usar seu dinheiro para seus gastos femininos, como roupas, salão, anticoncepcionais e produtos de beleza. Os homens adoram ter mulheres bem cuidadas em casa, bem vestidas e por isso abdicam do salário das amadas para que elas se mantenham assim, belas e vaporosas a espera deles.

Independente de como cada casal decide dividir as despesas e tarefas, o mais errado é não abrir o jogo sobre o que te irrita e deixar o assunto decorrer até um grande mal estar. Não adianta pagar sempre a conta e criar um certo constrangimento com caras fechadas e mau humor depois de um jantar delicioso (e caro!). A franqueza deve estar nos dois lados - no homem, que deve dizer quando precisa de uma ajuda e também na mulher, que pode tranquilamente dizer que não está podendo gastar em uma viagem internacional a convite do amado.

Mas cuidado! Também não adianta se oferecer pra pagar tudo, encher a namorada de presentes e, na primeira briga, sair dizendo por aí que ela não paga nada e que você sustenta os caprichos dela. Quando as coisas se acertam, os amigos e familiares tomaram suas dores e já comentaram por ai que você ´sustenta´ o namoro. Se isso é verdade e você não se importa, não repita os comentários. Se for verdade, conversa com sua namorada e deixe-a saber que a situação incomoda você. Ela pode estar esperando por essa conversa também, para dar fim a este pequeno-grande problema na hora de decidir quem paga a conta.






Mariana Goulart


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha