créditos: Getty Images

Virilidade em vitaminas

Dizem que a beleza vem de dentro pra fora. Isso é uma verdade, ainda mais quando falamos de virilidade masculina. Os homens gostam de se sentir másculos, bem alimentados e principalmente viris. E a virilidade pode estar nas vitaminas. Os homens que logo querem segurar seus primogênitos no colo, já podem se preparar ingerindo alimentos com vitaminas e suplementos que ajudam na fertilização e na virilidade.

Já sabemos que alguns hábitos ruins não ajudam em nada a saúde. Cigarros, bebidas alcoólicas e drogas ilícitas em geral podem desacelerar uma boa fase viril. A alimentação tem um papel muito importante na fertilidade, pois vitaminas e nutrientes circulam pelo nosso corpo o tempo todo, preenchendo lacunas importantes.

Quando mal alimentado, o corpo pode sofrer de estresse oxidativo, uma das grandes causas da infertilidade, causada por vários fatores - incluindo o aumento de radicais livres, o estresse do dia-a-dia e a poluição em geral. Muitos produtos disponíveis no mercado podem bloquear a ação destes radicais, evitando, assim, problemas relacionados à fertilização masculina. Vitaminas são poderosas e benéficas, algumas inclusive aumentam o número de espermatozoides. A vitamina A, por exemplo, é essencial para obter proteínas e está presente em alimentos como brócolis, fígado, frutas e vegetais de cores amarela, laranja e vermelha.

Já a vitamina C, presente na laranja, no limão, na acerola, no brócolis e na couve, é um antioxidante muito potente e melhora a movimentação dos espermatozoides, aumentando com isso as chances de fecundação do óvulo feminino. Em cápsulas, a dose diária indicada é de 1.000 mg. A vitamina E, por sua vez, protege os espermatozoides das possíveis mutações e também auxilia na produção de hormônios importantes para a fertilidade masculina, sem falar que tem poder antioxidante. A vitamina E pode ser encontrada em alimentos como nozes, amendoim, brócolis, e óleos de gérmen de trigo e de girassol. A falta de vitamina E pode causar problemas no sistema reprodutor, degenerando os testículos e diminuindo a fertilidade.  Juntas, as vitaminas C e E têm também o poder de minimizar as chances de problemas cromossômicos do bebê.

Para a melhora da concentração e contagem de espermatozoides, o zinco pode ser ideal. Está presente em cereais integrais, ostras, frutos do mar, gérmen de trigo, ovos, abóbora, avelã, feijões, levedo de cereja e cebola. Encontrado também nos polivitamínicos, a dose diária eficaz de zinco é de 15 mg.

Outro item que auxilia na movimentação dos espermatozoides é o ômega 3, presente em peixes, milho, soja, ovos e leite. Ao ingerir 3 g por dia, aumentam-se as chances de fecundação do óvulo e em alguns casos, se tiver uso prolongado, pode até mesmo reverter o estado de infertilidade.

É claro que outros fatores também podem ajudar  - e muito – com essa questão de  fertilidade masculina. Os exercícios físicos, por exemplo, são grandes aliados, principalmente na concepção. Caminhada, natação, ciclismo e ioga são exercícios de baixo impacto para a musculatura e articulações. Os homens ainda podem acrescentar exercícios mais vigorosos, e assim aumentar sua potência em geral.

A combinação de uma boa alimentação com exercícios físicos é essencial para que a virilidade e a fertilidade masculina estejam sempre em alta. No entanto, não saia por aí se enchendo de vitaminas. Antes marque uma consulta com um especialista (nutricionista), que pode esclarecer todas as dúvidas e iniciar um tratamento especial para o seu corpo.



Mariana Goulart


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha