créditos: Bella da Semana

Suplementação e Riscos

A suplementação alimentar, hoje em dia, é uma febre que movimenta milhões de dólares anualmente em todo o mundo. O marketing que existe por trás dessa milionária indústria, faz com que pessoas, todos os dias, ingiram substâncias muitas vezes desnecessárias. Antes de se optar pela suplementação, deve-se fazer três perguntas: Quando suplementar? O quê suplementar? Como suplementar? A pessoa indicada para responder a estas perguntas é o profissional da área da nutrição, nutricionista ou nutrólogo. Vários artigos publicados alertam para os riscos da suplementação, e muitos deles, citam as irregularidades destes suplementos. O que consta nos rótulos desses produtos e o que realmente se encontra dentro, é um dos problemas graves, que vão desde pequenas alterações até ausência ou excesso dos componentes. Foi o caso de um homem que está sendo tratado de uma intoxicação por overdose de vitamina D. O suplemento que ele estava tomando, possuía a absurda quantidade de 430 vezes a mais de vitamina D do que a indicada no rótulo. Uma das funções da vitamina D, é aumentar a absorção de cálcio, que em excesso, provoca retardamento mental e defeitos cardíacos. A creatina já está proibida na França. Foi comprovada através de estudos científicos sérios, a ineficácia de muitas substâncias, que acreditava-se melhorar a performance física. Muitas destas substâncias têm efeitos desprezíveis. Será que o seu organismo realmente necessita da substância que você está suplementando ou pensando em suplementar? Será que o produto que você está utilizando realmente é o que está especificado no rótulo? Toda suplementação possui um risco em potencial, portanto, pense bem antes de partir pra essa.

Flavio Sobierajski


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Edições Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha