banner

créditos: Bella da Semana

Dietas

Da lua, Atkins, lipoprotéica, carboidrato zero, do tipo sanguíneo, das cores, da sopa, south beach e por aí vai. Os mais diferentes nomes, as mais diferentes dietas, as mais diferentes loucuras. Comprovação cientifica poucas tem, mas se alastram como uma praga entre o senso comum, com a promessa do rápido e definitivo emagrecimento. Aí vem a pergunta: quem conseguiu emagrecer com saúde e manter o peso por longo período utilizando estes tipos de dietas milagrosas? Todos se calam. Muitos tentam, mas ninguém consegue êxito. Por que será? A resposta é obvia! É porque não dá certo!! Mais uma vez lembro que emagrecer não é o mais difícil, o mais difícil é manter-se magro. Dietas que levam o individuo ao sacrifício não dão certo. Mas por quê? Porque o ser humano não foi feito pra sofrer. Ninguém em sã consciência fica sofrendo por decisão própria. Se você está sofrendo em função do frio, você coloca um agasalho; se você está sofrendo em função do calor, você procura se resfriar de alguma forma; se você esta sofrendo em função de pouco sono, você vai dormir; se você esta sofrendo em função da sua dieta, você vai comer! Existe algo dentro de você que é mais forte, que não permite que você sofra! Reeducação alimentar é a grande sacada. Aprender a comer com qualidade e na quantidade certa. Aprender a comer pouco varias vezes ao dia, aprender a nutrir-se, não se empanturra de qualquer coisa. Quem ao final do dia se pergunta: será que eu consumi a quantidade adequada de carboidratos, proteínas, fibras, gorduras, vitaminas? Daí vem as famosas desculpas: eu não tenho tempo, eu como na rua, minha mãe me ensinou a comer errado etc. Existe fast-food mais rápido do que uma fruta que está pronta para ser comida? Acredito que não. Portanto, a desculpa tempo e comer na rua não passam de meras desculpas. Aprendeu a comer errado? Ta mais do que na hora de aprender a comer certo. Mudança radical? Não! Se você come errado há vários anos, fazer uma mudança radical é levar você ao sacrifício. A forma mais fácil é ir se livrando do mal agregando o bem. Por exemplo: se seu prato não possui salada, coloque um pouquinho de salada e vá aumentando aos poucos. Aumentando a salada você terá que diminuir alguma coisa como, o arroz, ou a batata frita, ou a polenta. Substitua o refrigerante pelo suco. Inclua uma fruta no seu café da manha e no jantar. Aos poucos sua dieta estará mais rica em nutrientes e menos calórica, sem sacrifícios, de forma natural. Quem esta gordo ingeriu durante algum tempo mais calorias do que necessitava. Lembra daquela lei de Lavoisier, nada se perde, nada se cria, tudo se transforma? Então, todo o dia sobrando um pouquinho de caloria o organismo tem que fazer alguma coisa com esta sobra. A forma como o organismo estoca caloria excedente é armazenando-a na forma de gordura. Não podemos forçar, através do radicalismo, que nosso organismo suma com essa gordura da noite para o dia. Se durante algum tempo sobrou um pouquinho, ou para alguns um "poucão", agora é hora de faltar um pouquinho. Todo o dia faltando um pouquinho de calorias o organismo vai buscar lá de onde ele guardou as calorias necessárias para suprir este déficit. E é assim, gradativamente, sem sacrifícios, que se consegue um emagrecimento saudável e duradouro!

Flavio Sobierajski


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha