créditos: Bella da Semana

Lombalgia

Quem de vocês alguma vez na vida não sentiu aquela famosa dor nas costas? Você não? Ótimo, mas saiba que esta é uma das dores mais comuns entre as pessoas, sejam elas atletas, professores, médicos, dentistas, domésticos e, acredite, até naqueles que não fazem nada - os sedentários. Esta dor é chamada de DOR NAS COSTAS, DOR LOMBAR ou LOMBALGIA, localizada na região baixa da coluna vertebral, próxima à cintura e acima das nádegas (Esta região da coluna é chamada de coluna lombar). Esta é uma dor bem freqüente que prejudica o dia-a-dia das pessoas, mas que muitas vezes é tratada com superficialidade, mascarada através de remédios, indo e voltando. Este pode ser o começo de grandes problemas no futuro, como é o caso de uma hérnia de disco. A dor nas costas pode começar de maneira rápida e aguda, geralmente motivada por um movimento brusco referido como "mau jeito" ou queda, mas também pode ser fruto de freqüentes posturas inadequadas no trabalho, escola, casa (sentado vendo televisão, lendo um livro), ou de movimentos errados ou repetitivos na academia, no trabalho, no cotidiano em casa, enfim, em qualquer luar. Estes movimentos podem levar à degeneração dos discos intervertebrais da coluna, gerando uma hérnia de disco ou outro tipo de doença na coluna. Mas se acha que ficar parado é a solução está enganado. A ausência de atividade física também prejudica a coluna, visto que o sedentarismo, o excesso de peso e a falta de força dos músculos que sustentam o corpo (como o abdominal e a musculatura lombar) geram problemas posturais que facilitam o desenvolvimento das dores. Sendo assim, parado só na reabilitação. Na academia você deve ter alguns cuidados e seguir uma orientação do seu personal/professor, aqui vão algumas dicas: Conseguir um bom condicionamento aeróbico, visto que o cansaço pode vir a gerar posturas erradas, usando músculos que não estão preparados; Fazer, na musculação, séries especificas de alongamento e fortalecimento dos músculos do abdômen, lombar, pelve e coxa. Estes músculos são fortes e ajudam a distribuir melhor o peso do corpo e melhorar a postura, diminuindo o estresse na coluna; Procurar, a princípio, não fazer exercícios de alto impacto e não exagerar nos levantamentos de pesos, principalmente dos acima da cabeça; Faça os exercícios abdominais de maneira correta e simples, sem complicar; Faça exercícios específicos para a região lombar. Algumas pessoas malham há muito tempo e não têm idéia do que seja um exercício de extensão lombar (peça ao seu professor caso você não tenha nenhuma contra-indicação). Em um grande número de casos de dor nas costas, não se chega a um diagnóstico claro. Geralmente, no decorrer do tempo, vários fatores de risco atuam em conjunto ocasionando a dor: condicionamento físico deficiente, má postura, movimentos errados, pequenos traumas, esforço repetitivo, etc... A coluna tem a capacidade de armazenar traumas ao longo do tempo, sem apresentar nenhum sintoma. Por isso, quando a dor aparece, é sinal que sua coluna pode estar num grau considerável de degeneração de suas estruturas. Se você sente dor nas costas, deve tentar mudar os hábitos errados que produzem lesões nas estruturas de sua coluna e procurar um medico o mais rápido possível. Pessoal, com coluna não se brinca, por isso preste atenção na sua postura no dia-a-dia (como você esta sentado lendo esta matéria?) e faça da atividade física uma aliada na prevenção desta dor, e não uma aliada no tratamento.

Prof. Felipe Silveira Soncini - 002344/g – sc


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Edições Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha