créditos: Bella da Semana

Princípio da Adaptação

Este mês falaremos sobre o Princípio da Adaptação. Entender este princípio faz você entender como é montado seu treinamento.

Para que o Princípio da Adaptação (ou Princípio da Adaptabilidade ) seja entendido é preciso que se compreenda o conceito de homeostase.  Homeostase é o estado de equilíbrio instável mantido entre os sistemas constitutivos do organismo vivo, e o existente entre este e o meio ambiente.

O objetivo do treinamento é, através de stress físico, "quebrar" essa homeostase, desencadeando um processo denominado de Síndrome de Adaptação Geral ( SAG )

A homeostase pode ser rompida por fatores internos ( geralmente oriundos do córtex cerebral ) ou externos como calor, variação da pressão, esforço físico, traumatismo. Assim, sempre que a homeostase é rompida, o organismo dispara um mecanismo compensatório que procura restabelecer o equilíbrio. Tiramos então a conclusão que todo estímulo provoca uma reação do organismo acarretando uma resposta. Essa resposta será diretamente proporcional à intensidade do estímulo. E é com a intensidade de estímulo que o Princípio da Adaptação se preocupa.  
- Nos casos em que o estímulo for muito fraco, não produzirá adaptação satisfatória e será classificado como estímulo Débil.  
- Os estímulos de baixa intensidade que apenas excitam o organismo e não produzem adaptações posteriores são classificados como Médios.
- Os estímulos Fortes são exatamente aqueles que proporcionam as adaptações mais seguras, plenas e prolongadas. Busca-se no treinamento consciente e organizado, na maior parte do tempo, exatamente a manutenção desta forma de estímulo.
- Os estímulos Muito Fortes acarretam sensíveis danos ao organismo e podem seguramente causar lesões, caso não sejam controlados por meio de testes periódicos e avaliações generalizadas prévias relacionadas ao estado biológico maturacional e também psicológico do indivíduo:

ESTÍMULOS        FASES DA S.A.G.            REAÇÕES DO ORGANISMO   
Fracos               Não há resposta            Não provocam alterações
Médios              Excitação                       Apenas excitam o organismo
Fortes               Adaptação                     Provocam adaptações no organismo
Muito fortes      Exaustão                       Provocam danos

Sendo assim, o peso que você coloca na academia, a velocidade que você corre na esteira, as repetições feitas, o tempo de intervalo entre as séries, etc. são parâmetros que seu professor deve readaptar a cada semana para que você sinta seu treinamento trazendo estímulos que realmente tragam bons resultados. Saber alternar semanas de treinamento mais forte com semanas de treinos mais leves é o segredo do bom profissional;  saber em que momento elevar os estímulos e ou reluzi-los é a chave para atingir seus  objetivos. Por isso não queira colocar mais peso no supino a cada semana, ou correr cada vez maiores distâncias. Isso não vai fazer de você um atleta, somente um cara muito cansado.

Prof. Felipe Silveira Soncini - 002344/g – sc


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha