créditos: Bella da Semana

Hidrate-se!

Em uma de suas reportagens sobre saúde, a Revista Men´s Health abordou o tema hidratação e mostrou os benefícios do consumo de água no dia-a-dia. Confira na reportagem abaixo o que pode acontecer com o seu corpo caso o volume de líquido ingerido não seja o suficiente e veja também como lidar com o consumo na hora das atividades físicas.

                                                                                                                                 Foto: Getty Images



Um velho ditado diz que você é o que você come. Mas talvez seja mais apropriado dizer que você é o que você bebe. Pois seu corpo é composto de 60% de água e os líquidos participam de praticamente todos os processos orgânicos. Quando você está desidratado, perde força muscular, a digestão complica e até transar se torna mais difícil. Isso mesmo: para que o pênis fique rígido, não basta estar com uma mulher espetacular ou ter pensamentos sacanas. É preciso que o sangue flua rapidamente para o órgão. E uma menor quantidade de sangue no organismo dificulta esse deslocamento.

Beber menos líquido do que o necessário pode trazer uma série de problemas:

. Sua pele resseca - As rugas se acentuam e aparecem cravos e espinhas, já que as toxinas do organismo não são eliminadas adequadamente.
. Seu intestino faz greve - As fezes ficam mais secas e endurecidas, dificultando sua eliminação.
. Você fica tonto e desmaia - A pressão cai em decorrência da redução do volume de sangue em circulação.
. Sua boca seca - As mucosas, de modo geral, tornam-se secas e mais frágeis. Ocorrem sangramentos no nariz e os olhos ficam vermelhos. A produção de saliva também diminui.
. Pedras se formam nos seus rins - Não se pode afirmar que o surgimento de pedras nos rins ocorra exclusivamente porque se bebe pouco líquido. Deve-se levar em conta a predisposição genética e a alimentação. Mas é fato que, para prevenir crises renais, beber bastante água é fundamental.
. Seu corpo todo dói - Desidratado, o organismo não aproveita bem as vitaminas e os sais minerais. Eles se acumulam em algumas partes do corpo e outras ficam deficientes, o que causa cãibras e perda da força muscular.

   Quanto beber, afinal?
Existe uma teoria que diz ser necessário tomar oito copos de água por dia, mas essa afirmação é generalista demais. A necessidade varia de pessoa para pessoa e até de um dia para o outro, de acordo com a temperatura, a alimentação e o metabolismo. A ingestão recomendada é de 3 litros por dia. Homens precisam de 20% a mais que as mulheres porque sua superfície corporal geralmente é maior. "Assim, perdem mais líquido por meio da transpiração", explica o médico Ricardo Botticini Peres.

Então como saber quando é hora de beber? Fácil: quando a sede chegar. Mas não espere até ficar morrendo na seca. É melhor responder rápido à menor necessidade do corpo, já que a sensação de sede começa quando o organismo está de 1% a 2% desidratado. "Antecipe-se a ela quando vai falar muito, praticar atividade física ou permanecer num ambiente onde a umidade do ar é baixa", diz a nutricionista Vanderli Marchiori, da Associação Paulista de Nutrição. "Nessas situações, o ideal é beber líquido pelo menos a cada duas horas", avisa.

Não adianta tomar copos e copos de uma vez só. O estômago só tem capacidade para 12 mililitros/ hora por quilo de peso da pessoa. Mais do que isso pesa. Ou seja, um homem de 70 quilos pode tomar na boa quatro copos. E não é preciso só consumir água: sucos e chás também são ótimos hidratantes. Esqueça a cerveja e os energéticos: são opções que acabam roubando líquido do organismo, porque a primeira - como toda bebida alcoólica - é diurética e a segunda contribui para o aumento da transpiração.

Para determinar a quantidade que você precisa ingerir, pese-se três ou quatro manhãs seguidas em jejum.

Se você perder meio quilo por dia, isso significa que tomou menos líquido que o necessário no dia anterior. Beba 400 mililitros de água ou suco logo pela manhã para cada 40 gramas perdidos e ajuste seu consumo diário até que o peso fique estável.


Como consumir líquido se você faz atividade física
Antes do exercício: Quem vai fazer seu treino normal de musculação só precisa ter o cuidado de estar bem hidratado. Para um treino mais intenso, como uma corrida de longa distância, recomenda-se beber meio litro de água uma hora e meia a duas horas antes.

Durante o exercício: "Ao praticar atividades físicas menos intensas, tome um copo de água a cada 20 minutos", recomenda o médico Antonio Sérgio Tebexreni, chefe do Check-up Fitness do Laboratório Fleury, em São Paulo. "Durante exercícios intensos que durem mais de uma hora, a melhor opção são os isotônicos, que hidratam e ao mesmo tempo mantêm o equilíbrio de sal."

Depois do exercício: Beba até sentir-se saciado. Mas o ideal é se pesar antes e depois da atividade e tomar o líquido correspondente a 150% do peso perdido (se perdeu 300 gramas, beba 450 mililitros). Opte por água, isotônicos e sucos. Como nessa fase é importante recuperar a energia, os goles devem ser acompanhados de alimentos ricos em carboidratos, como pães e massas.


A matéria pode ser lida na íntegra aqui.






Prof. Felipe Silveira Soncini - 002344/g – sc


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha