créditos: Bella da Semana

Musculação X Balança

                           Getty Images


Por que quanto mais você treina musculação, mais parece que você ´engorda´ na balança? Nesses anos como personal trainer, venho escutando de meus alunos e nos corredores de academias pessoas relatando que estão ´engordando´ depois que começaram a fazer musculação.

Se você é uma dessas pessoas, não se espante. Você não está engordando. O aumento de peso nem sempre é proveniente da gordura. O fato é que, quando começamos a praticar musculação, ganhamos massa muscular. E esse ganho de massa muscular resulta em um aumento de peso na balança.

Em muitos casos, a perda de gordura corporal ocorre paralelamente ao ganho de massa muscular. Porém, mesmo perdendo gordura, esse aumento de peso pode ocorrer - por isso pode-se dizer que é possível aumentar o peso na balança, sem contudo parecer mais gordo. Ou até mais magro…

Por isso, não tenha a balança como único e principal parâmetro para medir sua evolução. A balança é um método muito injusto para este objetivo, pois te oferece apenas um valor único de referência, que diz respeito à somatória total de todos os seus componentes estruturais: tecido muscular, tecido adiposo, ossos, órgãos e água.

O ideal é realizar um teste completo de composição corporal que irá analisar separadamente cada componente de sua estrutura corpórea. Este teste poderá ser feito em sua academia – a maioria chama de avaliação física.

Um teste como este, além de estimar a sua massa corporal total, estimará separadamente sua massa magra, massa gorda e massa livre de gordura. Desta forma você saberá qual é o seu PERCENTUAL DE GORDURA, que é o que verdadeiramente interessa.


Existem vários métodos para se estimar o percentual de gordura, sendo que dentre todos eles, os mais comuns nas academias são:

– Método de Dobras Cutâneas (adipômetro);
– Bioimpedância (condução elétrica por eletrodos).


Porém, existe uma opção melhor. No próximo check-up que você realizar, peça para incluir o DEXA (Densitometria Óssea). Esta é uma ótima opção, pois além de ser um método acessível, é reconhecido como padrão ouro.


PERCENTUAL DE GORDURA (G%) PARA HOMENS
 Nível / Idade 18 - 25
26 - 35
36 - 45
46 - 55
56 - 65
 Excelente  4 a 6 % 8 a 11%
10 a 14%
12 a 16%
13 a 18%
 Bom  8 a 10% 12 a 15%
 16 a 18%  18 a 20%  20 a 21%
 Acima da Média  12 a 13% 16 a 18%
 19 a 21%  21 a 23% 22 a 23%
 Média  14 a 16% 18 a 20%
 21 a 23%  24 a 25%  24 a 25%
 Abaixo da Média  17 a 20%  22 a 24%  24 a 25%  26 a 27%  26 a 27%
 Ruim  20 a 24% 20 a 24%
 27 a 29%  28 a 30% 28 a 30%
 Muito Ruim  26 a 36% 28 a 36%
30 a 39%
 32 a 38%  


A tabela  acima, elaborada por Pollock & Wilmore (1993), ajudará você a ter uma referência de percentual de gordura para homens em relação à idade. O ideal para saúde, nos homens, seria ficar em torno de 15-20%, sendo que abaixo disso entramos nos níveis estéticos.

Resumindo, não se preocupe tanto com a balança. Afinal, não importa o quanto você pesa na balança, mas sim o quanto deste peso é gordura e o quanto é músculo - e músculo é sempre bem-vindo!

Lembre-se que Dieta + Descanso + Treino =     
  


Bons treinos. Até a próxima!





Cristian Cruz


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha