créditos: Bella da Semana

Trabalhador São, Maior o Lucro

As empresas já entenderam que precisam de seus funcionários saudáveis e felizes para que, com isso, sejam mais competentes e eficazes. Atentas a isto estão buscando melhorar a qualidade de vida de seus funcionários lhes proporcionando academia de ginastica gratuita ou até mesmo implantando no local de trabalho espaços para a pratica das mais diversas modalidades que vão da yoga as lutas. A ordem é: ser fisicamente ativo e se divertir. As empresas que não possuem convênios com as academias ou espaços destinados para pratica de exercícios físicos estão apostando na ginastica laboral. Este tipo de ginastica consiste em parar por alguns minutos a rotina de trabalho para que, orientados por um professor de Educação Física, os funcionários se submetam a exercícios de alongamentos, ginastica leve e brincadeiras. Os próprios funcionários garantem, a rotina de trabalho fica menos penosa e mais estimulante. Os números são mais do que significativos. As empresas que adotaram estes projetos de melhora da qualidade de vida de seus funcionários, além de aumentarem a sua produtividade gastam menos com saúde e observam queda no número de faltas. Tudo isso porque as empresas, mais do que nunca, estão entendo que o corpo de seus funcionários não foram feitos para ficarem sentados atrás de uma mesa horas e horas por dia, não foram feitos para ficarem em pé parados horas e horas por dia, não foram feitos para ficarem realizando o mesmo movimento repetitivo por horas e horas por dia. Isso deixa o corpo mais suscetível a doenças, ao aparecimento das lesões por esforços repetitivos (LER) e a problemas emocionais. Resfriados longos, faltas as reuniões em função de dores de cabeça intermináveis, dores em varias partes do corpo, mau humor generalizado, aquele clima de velório em cada setor da empresa, foram substituídos por alto astral, competência e relacionamento interpessoal mais harmonioso, costumam relatar os empresários que adotaram os programas de qualidade de vida. Já que não se pode mudar o modelo laboral como a sociedade se organizou vamos minimizar os efeitos negativos deste modelo. A idéia de se sugar ao máximo cada trabalhador esta com os seus dias contados, não, obviamente, não sejamos ingênuos, que isto esta ocorrendo em função dos empresários estarem muito preocupados com o bem estar de seus subalternos, mas porque isto se traduz em cifras. Se tratar bem acarreta em aumento nos lucros comparado ao suga-suga démodé, os funcionários que se preparem, pois muito mais exercício, divertimento e mimos estão por vir.

Flavio Sobierajski


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha