créditos: Bella da Semana

Depressão

A esmagadora maioria das pessoas que atendo diariamente estão com o percentual de gordura acima do ideal. Obviamente estão insatisfeitas com a sua aparência estética e extremamente ansiosas por buscar um emagrecimento rápido, fácil e duradouro, sendo que isso, é lógico, somente se conseguirá ver nas promessas que são bombardeadas diariamente na tv, aonde se tenta vender os mais diferentes e absurdos produtos para essas pessoas que estão à espera de um milagre. A promoção do emagrecimento deve ser investigada caso a caso, pois as pessoas são diferentes, possuem genética diferente, estilos de vida diferentes, estão em idades diferentes etc. São muitas variáveis que devem ser investigadas, pois às vezes um detalhe que pareça ser sem importância pode ser o principal fator no sucesso ou insucesso do processo de emagrecimento. Atendi faz algum tempo, uma mulher de meia idade com problema de sobrepeso. Foram realizados os pré-testes, confeccionado um programa de treinamento e ela foi encaminhada para a nutricionista. Ao final do programa de treinamento foram realizados os pós-testes verificando-se que pouco se conseguiu em termos de resultado quanto a redução do percentual de gordura. Fomos, então, analisar as variáveis para identificar o por que do insucesso. O programa de treinamento foi realizado dentro da regularidade proposta, mas a dieta proposta não fora seguida com rigor. Se não foi seguida com rigor, bastava verificar o por que do deslize. Após uma boa conversa veio a informação crucial. Nossa cliente é casada e o marido é muito bom de garfo. Alimentação inadequada, rica em calorias, com farta quantidade de bombons e petisco para acompanhar os programas de televisão, era a rotina do casal. No período de tentativa de emagrecimento, o marido havia perdido sua parceira, mas somente às vezes, pois em muitas ocasiões ela não resistia ao espetáculo da comilança e acabava entrando na festa. Privar uma pessoa que adora comer e possui esse hábito há anos, diante de tanta oferta de comida é o mesmo que levar uma criança no parque de diversão só pra ela olhar as outras crianças se divertindo. A saída foi matar o mal pela raiz. Ela tinha duas saídas, se separar do marido ou convida-lo a participar do programa de emagrecimento também. O marido, de início meio contrariado, resolveu, também, cuidar da saúde. Com os dois participando do programa não havia mais em casa os espetáculos tentadores fazendo com que, ambos no pós-teste, tivessem obtido resultados extremamente expressivos. Bem, este é o relato de apenas um caso para ilustrar que não basta somente se prescrever exercícios e uma dieta, e esperar que a coisa aconteça. Outras variáveis são importantes e muitas vezes estão ocultas, como neste caso e em casos de traumas emocionais associados, por exemplo, aonde a pessoa busca na comida um consolo. Neste último caso, identificar e tratar o trauma torna-se fundamental. Portanto, predisposição genética, problemas endócrinos, problemas emocionais, maridos comilões etc. fazem parte do universo de variáveis que influenciam no sucesso do emagrecimento. Basta se analisar caso a caso para que o sucesso ocorra e seja duradouro. Este é o caminho saudável para a redução do sobrepeso, não adianta comprar os chás, pós, pílulas, os mais mirabolantes aparelhos que aparecem na sua tv, nem ficar tomando choque o dia inteiro envolto nas mais diferentes cintas.

Flavio Sobierajski


Sobre o Bella Politica de Privacidade Política de Cancelamento Programa Afiliados Área do parceiro Imprensa Contato RSS

Preencha o endereço de e-mail utilizado no seu cadastro para receber sua senha